Deve quanto?

D

Ou mais concretamente, a conta-corrente de fornecedores do seu balancete está correta? Muitas vezes acontecem pequenos lapsos que, ao longo dos anos, se transformam em valores consideráveis. Erros de simpatia, lançamento de faturas-recibo (antigos vendas-a-dinheiro) como faturas, pagamentos por caixa em que se extraviou o recibo, lançamentos de documentos em duplicado…

Com a obrigação de emissão de fatura em programas certificados, com o portal e-fatura e com programas informáticos cada vez mais avançados, o seu contabilista terá mais probabilidade de detetar e corrigir erros. Mas a empresa é sua, não dele. Você consegue olhar para a lista de fornecedores e ver logo onde está o erro. Seja porque não compra há anos aquele fornecedor, seja porque se lembra que sempre pagou, etc.

Colaborei numa empresa onde as contas correntes de fornecedores e clientes não eram revistas desde, pelo menos, 2012. Foi possível corrigir cerca de dezoito mil euros de “falsa dívida”. Faz diferença, não faz?

Sobre o autor

Maria Machado
Maria Machado

Autora e criadora do ‘blog’ outraopiniao.com, criou este ‘blog’ onde oferece outra opinião de empresário para empresário sobre vários temas, sem palavreado técnico e baseada na sua própria experiência.

Maria Machado Por Maria Machado

Maria Machado

Maria Machado

Autora e criadora do ‘blog’ outraopiniao.com, criou este ‘blog’ onde oferece outra opinião de empresário para empresário sobre vários temas, sem palavreado técnico e baseada na sua própria experiência.

Subscrever o Blog

Entre em contacto

Para um contacto rápido, use uma das redes sociais da sua preferência, ou se preferir, envie uma mensagem através do formulário "contactos". Até já!