A minha empresa foi declarada insolvente – I

A

Nesta fase já tem um advogado. Este já deve ter explicado quais as suas opções e o que deve esperar a nível legal. Se tem dúvidas, volte a falar com ele, pois aqui vamos falar a nível pessoal.

Se não tem outra empresa para gerir ou um emprego já garantido então, nesta fase, a quebra da rotina e não ter sequer um trabalho é arrasador para qualquer pessoa. Nem pense em ficar em casa, de pijama, a remoer como chegou a este ponto. Ainda tem as suas capacidades e direito à iniciativa. Sacuda esse sentimento de falhanço, essa ideia que todos na rua olham de lado para si. Se parar, perder o ritmo, vai ser cada vez mais difícil recomeçar. A sua experiência e conhecimento do negócio não ficaram na massa insolvente. São suas, não as desperdice. Dependendo do que quer fazer no futuro, organize esse conhecimento.

Cada caso é um caso, mas não conheço ninguém que não tenha ficado com cicatrizes de uma insolvência. Não é a única pessoa a passar por isto. Nem imagina quantas pessoas estão a passar, ou já passaram, pelo mesmo. Muitas dessas pessoas já refizeram a sua vida. Você não é menos que ninguém, muito menos a primeira pessoa a passar por isto. Se outros conseguiram, você também consegue.

Sobre o autor

Maria Machado
Maria Machado

Autora e criadora do ‘blog’ outraopiniao.com, criou este ‘blog’ onde oferece outra opinião de empresário para empresário sobre vários temas, sem palavreado técnico e baseada na sua própria experiência.

Maria Machado Por Maria Machado

Maria Machado

Maria Machado

Autora e criadora do ‘blog’ outraopiniao.com, criou este ‘blog’ onde oferece outra opinião de empresário para empresário sobre vários temas, sem palavreado técnico e baseada na sua própria experiência.

Subscrever o Blog

Entre em contacto

Para um contacto rápido, use uma das redes sociais da sua preferência, ou se preferir, envie uma mensagem através do formulário "contactos". Até já!