Uma empresa rica em cêntimos

U

Um cêntimo não compra nada. Muitos cêntimos, multiplicados por doze meses, já dão uma quantia que se vê.

A vida da empresa mede-se ao ano, doze meses. A maioria dos custos são mensais, pagos doze vezes por ano. Se for possível poupar em cada um desses pagamentos, quantos cêntimos serão? Com toda a certeza já poderá fazer as contas em euros…

Vamos a um exemplo de gestão real. Numa das empresas que em colaborei, estranhei o elevado valor do seguro de acidentes de trabalho, tendo em conta o número de trabalhadores e a massa salarial. Descobri que não era renegociado há anos. O gabinete de contabilidade também era angariador de seguros e simplesmente faziam uma renovação do contrato, sem atualizar os dados. Acontecia o mesmo com os restantes seguros.

Depois de atualizados os dados e feita uma prospeção em várias seguradoras, baixaram os valores de todos os seguros. Só no seguro de acidentes de trabalho foram mais de oitocentos euros! Mas já não foi possível recuperar o valor pago a mais nos últimos quatro anos…

Se uma empresa tiver o cuidado de vigiar as suas despesas, renegociar regularmente contratos de prestação de serviços (por exemplo, energia, vigilância e segurança, material de escritório, comunicações…) pode poupar uma quantia muito considerável ao fim de apenas um ano.

Na maioria das organizações entra-se em rotinas, com renovação automática de contratos ou mantendo sempre os mesmo fornecedores por uma questão de conveniência. Com toda a certeza há alguém na sua empresa que está atento aos preços da matéria-prima ou artigos em que negoceia. Tem alguém atento ao resto? Cêntimos transformam-se rapidamente em euros…

Sobre o autor

Avatar Por admin

Maria Machado

Maria Machado

Autora e criadora do ‘blog’ outraopiniao.com, criou este ‘blog’ onde oferece outra opinião de empresário para empresário sobre vários temas, sem palavreado técnico e baseada na sua própria experiência.

Subscrever o Blog

Entre em contacto

Para um contacto rápido, use uma das redes sociais da sua preferência, ou se preferir, envie uma mensagem através do formulário "contactos". Até já!